UFSC » INCT BRASIL PLURAL

Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia Brasil Plural
Publicado em 08/06/2014 às 22:55

Documentário do INCT Brasil Plural aborda o impacto social e a contribuição das pesquisas realizadas
Publicado em 08/06/2014 às 22:45

Para acessar o documentário clique no link abaixo:

Documentário do INCT Brasil Plural

 

Coordenadora Executiva do IBP defende Memorial de Titular na UFSC
Publicado em 21/03/2017 às 9:59

No dia 09/11/2016, às 09h00, no Museu Universitário, a profa. Sonia W Maluf​ do Departamento de Antropologia (CFH) fez a defesa do seu Memorial de Atividades Acadêmicas em banca composta pela professora e pelos professores: Maria Bernardete Ramos Flores (UFSC), Paulo Rogério Menandro (UFES/ES), Eliane Cantarino O’Dwyer (UFF/RJ) e Everton Passos (UFPR/PR). Secretariou a sessão: Roberta Bornhausen Collossi; fez o registro audiovisual: Renata Apgaua Britto (Núcleo de Audiovisual e de Comunicação – NUVEM/CFH). +infos>>

Acesse, também, o álbum de fotos no Face do CFH:<https://www.facebook.com/pg/cfh.ufsc/photos/?tab=album&album_id=1166282400136756>!

Chamada de artigos sobre ética em pesquisa
Publicado em 08/12/2016 às 15:41

Editado

DESAFIOS E DILEMAS DA ÉTICA EM PESQUISA NAS CIÊNCIAS HUMANAS

Organizadores:
Cynthia Sarti (Unifesp) Everton Pereira (UnB) Nádia Meinerz (UFAL)

Esse dossiê tem como objetivo adensar as discussões sobre ética na pesquisa antropológica, em face da publicação recente da Resolução 510/2016 que trata das especificidades da avaliação ética nas Ciências Humanas, no âmbito da regulamentação CEP/CONEP. Considerando os avanços e os limites desse marco, são esperados artigos que retomem dilemas já identificados nas primeiras produções da área bem como desenvolvam novas questões a luz de configurações específicas de pesquisa. A título de provocação elencamos algumas questões: as relações de poder entre pesquisador e interlocutores da pesquisa, os desafios frente a persistência da presunção de tutela das populações indígenas, os dilemas envolvendo pesquisas com crianças e adolescentes, pessoas com deficiências intelectuais e\ou legalmente interditadas, a consideração dos efeitos simbólicos de determinados objetivos e resultados das pesquisas antropológicas, consolidação das novas formas de registro do consentimento, as possibilidades e limites na construção de estratégias de retorno dos resultados da pesquisa para os sujeitos pesquisados; os dilemas envolvendo a identificação dos interlocutores, as etnografias em situações de risco para o pesquisador e para os interlocutores, a reflexão sobre a construção de uma sensibilidade ética específica à pesquisa antropológica, a temporalidade das pesquisas em ciências sociais e os desafios da apresentação/diálogo do projeto para/com os demais campos do conhecimento, os limites (de documentos, de informações, etc.) exigidos pela plataforma oficialmente estabelecida (Plataforma Brasil), entre outros. Além de artigos que explorem desafios e dilemas específicos às dinâmicas da pesquisa de campo, a revista também inaugura um espaço específico para o debate de questões controversas relativas não apenas à produção do conhecimento antropológico, mas também que apresentem posicionamentos específicos no âmbito da política acadêmica e da consolidação do campo profissional. Nesse número, em especial, gostaríamos de promover uma discussão em torno da demanda pela regulamentação da avaliação ética e dos diferentes fóruns nos quais ela pode ou deve se inscrever.

PERÍODO DE SUBMISSÃO Até 31 de janeiro de 2017

Publicação em junho de 2017

Acesse para maiores informações:

http://www.seer.ufal.br/index.php/revistamundau/about/submissions#au thorGuidelines 

Encontro com Bettina Schmidt, Director of the Alister Hardy Religious Experience Research Centre University of Wales Trinity Saint David
Publicado em 28/07/2016 às 14:56

cartaz_betinafinal

O Transes convida nesta Terça feira 02 de agosto às 15h para o encontro com Bettina Schmidt, Director of the Alister Hardy Religious Experience Research Centre University of Wales Trinity Saint David; que fará uma conversa sobre “Anthropology and the study of religious experience: spirit possession and wellbeing in Brazil” (Antropologia e o estudo da experiência religiosa: possessão espiritual e bem-estar no Brasil)

O evento será coordenado pelo professor Alberto Groissman e acontecerá na sala Silvio Coelho dos Santos (sala 110) do Bloco D do CFH.

68ª Reunião Anual da SBPC
Publicado em 11/07/2016 às 14:57

13613116_1214483808570308_1846554784842185031_o

A profa. Esther Jean Langdon participou na mesa redonda “Saúde Pública e Pluralismo Terapeûtico”, junto com Luciane Ouriques Ferreira (pesquisadora de IBP), Octavio Bonet e Fatima Tavares. Apresentou o trabalho “Análise antropológica da articulação entre o SUS e a diversidade de práticas de autoatenção”. Neste trabalho ela discutiu as relações entre a pesquisa antropológica e as políticas de saúde em referencia à articulação com saberes e práticas populares, tradicionais e indígenas. O evento aconteceu na Universidade Federal do Sul da Bahia entre os dias 3  a 9 de julho de 2016.

“Povos Autóctones do Brasil: reivindicações políticas e identitárias”
Publicado em 16/05/2016 às 16:53

Apresentação UdeM-UQAM

 

As Professoras Antonella Tassinari (UFSC) e Deise Lucy Montardo (UFAM), pesquisadoras do INCT Brasil Plural, estarão proferindo conferências no evento “Povos Autóctones do Brasil: reivindicações políticas e identitárias”. O evento acontecerá no dia 19 de maio, na Universidade de Montreal, e está sendo organizado pelo Centro interuniversitário de estudos e de pesquisas autóctones de Montreal e pela Equipe de pesquisas sobre as espiritualidades ameríndias e inuits.

Cascaes no Marque
Publicado em 16/05/2016 às 16:50

 

 

 

 

Convite do Marque para este mês de maio na 14ª semana de museus.

Mais informações no site:
http://museu.ufsc.br/

INCT Brasil Plural é um dos projetos aprovados na última Chamada para INCTs
Publicado em 12/05/2016 às 15:24

O INCT Brasil Plural é um dos 259 aprovados na chamada INCT – MCTI/CNPQ/CAPES/FAPS 16/2014, cujo resultado foi divulgado em 11 de maio. Segundo nota publicada pelo CNPq, nos próximos meses serão efetuadas as negociações para cofinanciamento das propostas recomendadas. Ainda não foi comunicado sobre os recursos que serão repassados nem a data desse repasse.

Ao todo oito projetos de INCT estarão sediados na UFSC, de acordo com os resultados da Chamada.

Confira a integra dos resultados em:  http://www.cnpq.br/web/guest/noticiasviews/-/journal_content/56_INSTANCE_a6MO/10157/4855210

CEstA Intempestiva com Diógenes Cariaga
Publicado em 06/05/2016 às 12:21

cartaz diogenes

Entre “tradicionais” e “constituídos”: transformações nos modos e estilos de liderança indígena através dos Kaiowa em Mato Grosso do Sul.
Diógenes Cariaga – Doutorando no PPGAS/UFSC.

Quinta-feira, 19 de maio de 2016 às 18 hs
sede do CEstA – Rua do Anfiteatro, 181 – Colmeia – favo 8

A intensificação das relações do contato com os brancos após a criação de pequenas áreas pelo Estado, no início do século XX, produziram intensos efeitos e transformações no modo como os Kaiowa conceituam e produzem formas de gestão da vida coletiva. Nesta apresentação focarei na ação de agentes políticos que performam modos e estilos de liderança que compõem um conjunto de relações entre humanos e não humanos, no contexto da Reserva Indígena de Dourados, a partir de como conceituam este modo de vida como “sistema de aldeia” que produz formas de ação política intimamente relacionada às transformações nos seus modos de ser e de conhecer, onde reflexões sobre a tradição, a cultura e a mudança emergem como idiomas políticos nos modos de se relacionar com seus outros. Em um ambiente de vida pensado pela mistura e pela mestiçagem (jehe’a e jopara), marcado pelo aumento da dependência das ações da sociedade nacional procurar compreender os usos e sentidos da “cultura” sugere pistas para compreender o que está em jogo na ação política das famílias kaiowa através dos modos como as diferentes formas de chefia e liderança, aparentemente tão distintas, apontam para potência das partes para compreender as alteridades em relação.
Palavras-chaves: Kaiowá, ação política, transformações, liderança.

Palestra de abertura da disciplina Antropologia da Saúde
Publicado em 30/03/2016 às 14:50

Cartaz

 

 

O IBP convida vocês no dia 31 de março a aula aberta da disciplina “Antropologia da Saúde” ministrada pelo professor PhD. Alberto Groissman, e que contará com a participação da professora PhD. Esther Jean Langdon.

 

Defesas Abril
Publicado em 28/03/2016 às 17:11

Defesas no mês de abril:

Dia 4. Mestrado – Suzana Castanheiro Uliano

  • Administradores do Site
  • 1960 - 2015 - Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) | Central Telefônica - (48) 3721-9000 |
  • Última atualização do site foi em 21 de março 2017 - 11:48:54