Pesquisas
EMail

1. Pesquisas

 1.1. Realização de pesquisas de campo

  • Prazo: Curto, médio e longo.

a) Seminários e oficinas preparatórios envolvendo as equipes de pesquisa: cada uma das redes constituídas vem realizando discussões prévias no sentido de preparar pós-graduandos e pesquisadores para as pesquisas de campo.

b) Realizar viagens sistemáticas para as diferentes regiões onde as pesquisas serão realizadas. As pesquisas de campo têm envolvido diferentes regiões do Brasil e país da América do Sul.

1.2. Constituição de acervos bibliográficos

  • Prazo: Curto, médio e longo.

A aquisição dos acervos bibliográficos tem como base a definição por parte dos coordenadores das redes constituídas das publicações relevantes para cada área. É uma meta em constante processo de execução.
1.3. Constituição de acervo de dados

  • Prazo: Curto, médio e longo.

Criar o “Museu e Memória” das informações publicáveis sobre as populações pesquisadas, reunindo e organizando o material produzido nas pesquisas de campo, o que poderá incluir um acervo de imagem e som, um acervo de narrativas orais, entre outros. Estas informações serão disponibilizadas através da página do Instituto Nacional de Pesquisa Brasil Plural com os materiais produzidos por suas redes de pesquisadores.

1.4. Adequação do parque de informática e dos laboratórios de recursos audiovisuais

  • Prazo: Curto, médio e longo.

a) Adquirir equipamentos (computadores de mesa e portáteis, scanners, impressoras) e outros suprimentos de informática e equipamentos audiovisuais (câmeras filmadoras e fotográficas, gravadores digitais). Foram adquiridos vários equipamentos que estão à disposição dos pesquisadores para uso nas diferentes atividades das redes.
b) Ampliar e/ou adequar os espaços físicos (salas de computadores e de recursos audiovisuais). O Instituto Nacional de Pesquisa Brasil Plural mantém constante diálogo com os Departamentos de Antropologia e Programas de Pós-graduação em Antropologia Social das Universidades de Santa Catarina e Amazonas (UFSC e UFAM) bem como com a administração dos Centros de Ensino, no sentido de viabilizar uma melhor disponibilização de espaços físicos de uso coletivo.

1.5. Adequação das instalações do Laboratório de Antropologia Social do PPGAS da UFSC

  • Prazo: Curto e médio.

a) Apoiar a ampliação da área física que congrega os núcleos de pesquisa dos Programas de Pós-graduação em Antropologia Social, visando constituir um espaço também destinado às atividades do Instituto, com uso previsto por toda a rede de pesquisadores envolvidos.

b) Adquirir móveis e objetos necessários ao pleno funcionamento dos núcleos. Alguns dos equipamentos adquiridos foram disponibilizados para núcleos de pesquisa dos Programas de Pós-graduação em Antropologia Social da UFSC e UFAM.

1.6. Constituição de uma rede de Museus Antropológicos (UFSC e UFAM)

  • Prazo: Curto, médio e longo.

Possibilitar o intercâmbio de pesquisadores e acervos dos Museus Antropológicos envolvidos. A Rede de Museus constituída no âmbito do Instituto Nacional de Pesquisa Brasil Plural propõe-se a dinamizar os acervos etnográficos do Museu Amazônico da UFAM e do Museu Universitário Oswaldo Rodrigues Cabral da UFSC a partir de pesquisas antropológicas e museológicas.

1.7. Divulgação das pesquisas

  • Prazo: Curto, médio e longo.

a) Realizar simpósios e seminários integrados entre os pesquisadores, Núcleos de Pesquisa, Museus e Laboratórios vinculados ao Instituto;

b) Publicar os resultados em artigos, livros e em outras formas de divulgação (filmes, exposições etc.);

c) Fomentar a edição das revistas ILHA – Revista de Antropologia e Antropologia em Primeira Mão;

Desde o início de suas atividades, o Instituto Nacional de Pesquisa Brasil Plural vem apoiando as diferentes atividades que envolvem a divulgação das pesquisas.